sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

FINAL FELIZ

Final Feliz


''O que faço não sabes tu agora, mas tu o saberás depois'' Jo. 13:7

A maior lição de humildade nos foi dada por Jesus ,quando lavou os pés dos discípulos. E o apostolo Pedro, não se conformou porque não estava entendendo, foi quando o Mestre falou :'' O que faço agora tu o saberás depois.'' Com esse comentário, iniciamos essa reflexão, dizendo que nunca entendemos o trabalhar de Deus na hora em que ele está agindo, somente entendemos depois ,e em muito dos casos , leva muito tempo e no final vemos o final feliz.

O maior exemplo dessa situação foi a vida do Jovem José. Quando falamos em determinado personagem , até parece que sabemos o que vai ser dito ou escrito , entretanto vamos ver essa história por um outro prisma, por isso vamos apresentar o sonhador e sua importância para nossas vidas nos dias atuais.

''Esta é a história de Jacó. Tendo José dezessete anos, apascentava os rebanhos com seus irmãos; sendo ainda jovem, acompanhava os filhos de Bila e de Zilpa ,mulheres de seu pai; e trazia más noticia deles a seu pai. Ora Israel amava mais a José que a todos os filhos, porque era filho da sua velhice; e fez-lhe uma túnica de mangas compridas. Vendo , pois, seus irmãos que o pai o amava mais que a todos os outros filhos, odiaram-no e já não podiam falar pacificamente''. Gen: 37: 2- 5.

A Bíblia narra os sonhos que José teve e que complicou ainda mais o relacionamento dele com os irmãos. José sonhou que os feixes dos irmãos rodeavam o feixe do centro , que era o dele se inclinavam perante ele. De outra vez sonhou que a lua o sol e as estrelas se inclinava diante da sua presença. O ódio passou a residir naquela casa e o alvo era José. Deus estava agindo na vida de José, porque daquele momento em diante José passou a ser um escravo, e vamos ver como foi sua trajetória escravocrata desde a cisterna até sua saída do Egito.

José era um grande sonhador, e seus irmãos o odiavam , por isso o apelidaram de ''sonhador mor''.
José é o protótipo do ser humano que sabe sonhar mesmo porque sonho é algo maravilhoso quando se sabe sonhar . A visão de José era futurista porque a sua visão estava no futuro. José conseguia ver além das suas limitações e é nesse ponto que vemos o trabalhar de Deus. José foi
perseguido pelos próprios irmãos.

Ele foi jogado dentro de uma cisterna , no deserto, pelos irmãos e não foi morto porque o Rubens (irmão mais velho) não permitiu. Deus tinha um grande plano na vida de José e jamais permitiria que acontecesse alguma coisa com ele. Com cada um de nós é a mesma coisa porque Deus é o mesmo. O sonhador vive sempre do futuro. Existe dois outro tipos de sonhadores. O primeiro do passado, aquele vive remoendo o que passou, cheio de raiva, murmurando o tempo todo , cheio de angustia.

O sonhador do presente é aquela pessoa que não se incomoda nem com o passado nem com o futuro , é o chamado existencialista. É o que Rubyat cita nos seus pensamentos:''Duas coisas há que não me interessa o que passou ontem e o que virá amanhã''.Portanto o sonhador do futuro é o ideal como foi José.

Uma outra característica de José foi o caráter. Nessa prova , José que foi vendido como escravo , ia enfrentar outra prisão. José foi acusado de assedio sexual pela mulher de Potifá. Rapaz de bem. Era possuidor de excelente procedimento. Sabia obedecer a seu Deus e a seu patrão o Potifar. Qualquer pessoa descompromissada daria qualquer desculpa e faria o que aquela mulher queria mas José não era desse tipo e preferiu a segunda prisão.
Um outro comportamento de José que serve de exemplo para nós foi a simpatia. Aquela marca pertencia a forma de ser de José. Onde chegava espalhava a simpatia que vinha do alto. Uma pessoa cheia do Espirito de Deus , é antes de tudo simpática em qualquer lugar. Ela irradia uma luz forte de simplicidade que não se pode ver mas se pode sentir. Isso José tinha de sobra que muito impressionou ao carcereiro a ponte dele entregar as chaves do Carcere.

José era um caçador de oportunismo sem ser oportunista. Ele buscou por em prática quando viu a oportunidade de pedir ao copeiro para lembrar-se dele. Sabe por que ele não lembrou-se? Foi porque Deus não permitiu. Deus o queria como Governador do Egito e não como'' lavador de Pratos e copos'' que aconteceria se o o copeiro lembrasse dele.

Coragem foi um outro requisito para a vitoria final. José teve coragem de perdoar o que os irmãos fizeram com ele. Será que nós temos coragem de perdoar? Por pior que tenha sido a ofensa? ''Perdoar é a posição consciente de transformar a maldição em benção''.

Por ultimo José tinha um segredo muito grande com o Senhor. O seu coração dizia que ele
não perdera seu tempo em sonhar ,e por esse motivo Deus o colocou como Governador do Egito. José teve que saber que estava aprendendo a ser ''estrangeiro em terra estranha ''. Deus faz o mesmo com cada um de nós. Temos que aprender a ser ''estrangeiro''para poder ocuparmos cargo
altos como ocupou José. Alguém citou que ''O bom fica para o final '' e eu acrescento que com Deus teremos , sem sombra de duvida, um final feliz.

Nunca entenderemos o trabalhar de Deus. Por isso ele diz que ''O que faço agora , só saberás depois.''

2 comentários:

  1. Como a algum tempo que não fazia uma visita, hoje resolvi ver o que está a escrever.É o anseio da minha alma que Jesus seja consigo, e encaminhe seus passos pela vereda da justiça. E que Ele cresça na sua vida de maneira que seja visto pelas pessoas que rodeiam sua vida, que o amor de Jesus fortaleça sua vida, e seja como um rio transbordante. Também resolvi dizer-lhe que embora não te conheça mas em Cristo te amo, e continue a ser luz. Um abraço.

    ResponderExcluir
  2. Ola irmão! Graça e paz
    Quero agradeçer a sua visita e as suas palavras de incentivo. Também quero desejar que o Senhor Jesus o ilumine cada vez mais e gostaria de saber se tem blog para segui-lo e ler as suas pos tagens.
    Que Deus o abençõe em nome de Jesus
    Dalva

    ResponderExcluir