sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

A Solidão

                                                             
                                                         A   SOLIDÃO


Pr. Ivan Pereira da Silva.


o.Salmos102. 6,7. Sou semelhante ao pelicano no deserto; sou como um mocho nas solidões. Velo e sou como o pardal solitário no telhado

Quando eu era criança, sempre observava o comportamento da coruja, eu sempre passava em uma velha estrada e lá estava ela sozinha pousada na estaca da cerca. “Eu nunca vi a coruja acompanhada, ela sempre estava sozinha”.

A solidão é mais do que estar só e sentir se só. Eu uso a solidão como tempo de inspiração,quando estou enfrentando dificuldades gosto de ficar a sós, aliás, faço isso quase todos os dias, preciso de momentos mais reservados, às vezes falo sozinho e com Deus. Penso, escrevo. Gosto da natureza, das florestas, dos campos verdejantes, de observar e contemplar a beleza que está nas pequenas coisas, essa solidão me faz sentir melhor.
E você se sente solitário? Sabemos que muitas pessoas estão vivendo em extrema solidão, os estudiosos afirmam que este é um dos maiores problemas da sociedade moderna.
Em um artigo que li há alguns anos atrás, uma pesquisa diz que nos EUA mais de 70% das pessoas estão morando em habitações de um quarto só. Em outro estudo diz que os estudantes estão entre as pessoas mais solitárias, seguindo-se os divorciados.

De acordo com Billy Graham, os vícios do alcoolismo, do sexo, das drogas são esforços ( tentativas frustradas) para-se escapar da solidão, mais se temos a Jesus ele sempre será nosso Senhor e companheiro, amigo, inseparável nos momentos de angustia, salienta o evangelista.
No livro de João 5.1,5. “É-nos apresentada a história de um homem sem amigos” ele era solitário, doente e paralitico e durante trinta e oito anos, este homem viveu esquecido, desamparado, carregava o fardo da solidão, mas Jesus o destacou entre milhares que estava ali naquele lugar. Tornou-se amigo do homem e o curou.
Existem vários tipos de solidão, podemos citar a solidão da “tristeza” que seria aquela que cria raízes e está dentro de nos, porque tem uma dimensão interior. Um exemplo é quando uma criança perde um dos seus pais, de maneira súbita, por morte, divorcio, nesse sentido cria raízes profundas que pode perdurar, “caso não seja tratado” pra vida toda.

Um ser humano pode ser rico mesmo sem ter dinheiro se tem ao seu lado pessoas que o amam; mas pode ser miserável ainda que milionário se a solidão é sua companheira. Augusto Cury.
Há também a solidão do pecado, que é a isolação da pessoa distante de Deus, às vezes são pessoas que estão cercadas por multidões. Como artistas, cantores famosos. Estão cercados de pessoas, mas se sentem sozinhos, porque não tem a vida, a alegria, a paz e o perdão que é oferecido por Cristo gratuitamente.

“muitos podem encontrar-se isolados de Deus, apesar de ir a uma igreja. Ter seus nomes lá arrolados, mas não conhecem realmente a Cristo. Billy Graham”.
E por ultimo quero falar da solidão que sentiu Jesus, no livro de Mateus, 27. 46, na cruz ele sentiu sozinho, quando carregou os pecados do mundo inteiro, ele disse: Deus meu, porque me desamparaste?
Esse texto tem sido objeto de prolongados debates de muitos teólogos, mas a verdade é que a nossa limitada compreensão jamais conseguirá entender a plenitude exata do texto. Mas o fato é Jesus experimentou a solidão interior, Ele foi desprezado, rejeitado, ele foi o mais rejeitado entre os homens; homem de dores e que sabe o que é padecer. Isaias 53.3.

As palavras de Cristo na cruz expressam o espanto aflito, a emoção de total desolação.
O teólogo Lawewnce o.Richards disse que naquele momento de terrível agonia Deus pai abandonou o filho, desviando-se dele, e Cristo experimentou a morte espiritual- o isolamento de Deus.
Nesse momento a divindade foi rompida e separada e a angustia que Jesus sentiu foi o pecado de toda a raça humana amaldiçoada, no rompimento que houve entre a divindade, Cristo sofreu mais do que possamos algum dia imaginar ou começar, a saber.

Esse texto nos remete há outro tipo de solidão a dá morte. Jesus foi desprezado para que pudéssemos ser acolhidos, esteve sozinho para que nos diante de um momento tão temido viéssemos a desfrutar de sua infinita paz.

Lembro-me de uma experiência que tive quando fui visitar uma irmã que estava com câncer já no seu estado terminal, ela tinha pedido que eu a fosse em sua casa porque queria muito receber minha oração. Quando lá cheguei observei que seu estado físico era algo terrível, ela estava irreconhecível, a doença tinha destruído totalmente, ela sentia fortes dores o tempo todo, se contorcia com impetuosos gemidos a todo o instante.

Mas a sua fé era inabalável, ela falava de Jesus o tempo todo, seu coração estava cheio de esperança, dizia que queria fazer a obra de Deus. Eu sai daquela casa mais fortalecido e edificado pela fé daquela irmã, meu propósito ali era consolar, mas eu que fui consolado por uma doente.Então nesse contexto podemos dizer que há uma grande diferença, mesmo na ultima hora de sua vida entre uma pessoa que conhece a Cristo como seu salvador e aqueles que não conhecem como tal.

Como é maravilhoso saber que o nosso Jesus é o amigo que jamais nos deixará, mesmo nos momentos mais difíceis, mesmo diante da morte podemos clamar por ele e certamente ele virá ao nosso socorro. Em Isaias 49.15 disse que: ainda que a mãe abandone o filho que cria, o nosso sumo pastor jamais no deixará sozinho, nunca nos abandonará.


Pr. Ivan Pereira da Silva é graduado em teologia, Licenciado em filosofia, Pos graduado em psicopedagogia clinica e institucional, e Docência no ensino superior.

Esta Reflexão  foi gentilmente elaborada pelo  querido  Pastor Ivan Pereira da Silva e quero  agradeçer a sua atenção  e   dizer que está maravilhosa  e que muito falou ao meu coração  pois vivemos uma  época  de muita solidão  mesmo estando em meio a multidão. Obrigado  de todo coração  por essa parceria tão importante em termos de  espiritualidade.


Visitem o  Site do Pastor Ivan-( È  só clicar  no Link ao lado )

6 comentários:

  1. PASTOR IVAN PEREIRA DA SILVA - Muito obrigado por essa reflexão maravilhosa que tanto falou ao meu coração. Vivemos num mundo de muita gente e de muita solidão e somente Jesus pode auprir esse vazio. Obrigado amado , por essa parceria tão importante para a espiritualidade.

    ResponderExcluir
  2. Amém querida, saiba que a honra é minha, sinto imensamente lisonjeado pelo espaço que mim deu,como sabe meu site está com problemas, precisando de fazer algumas configurações mais quando tudo estiver organizado irei interagir mais com meus amigos. Que Deus lhe abençoe e conte sempre com minha singela contribuição.

    ResponderExcluir
  3. Amem Pastor .Só Jesus supre as nossas necessidades. Obrigado por tudo . Fique na paz

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pastor,
    vejo que o senhor está inspirado!
    Boa palavra.

    ResponderExcluir
  5. Gostei muito desse texto. Qualquer pessoa pode ter um momento de solidão. Nós cristãos, podemos passar por momentos de solidão. Muitas vezes Deus permite que seja retirado todo o nosso apoio. Deus está nos ensinando a depender D'Ele! Glória a Deus.
    Jurema de Souza Martins
    http://preletorajurema.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Ola irmãos Adriano e Jurema, grato pelo aposte de vocês, é verdade, todos nos, mesmo sendo verdadeiros servos de Deus, podemos sim ter momentos de tristeza,depressão, solidão. Paulo disse que em tudo somos atribulados...abatidos, mas não destruídos II Co 4,8,9. abraço fraternal.

    ResponderExcluir