sexta-feira, 8 de julho de 2011

Eu Vi e Ouvi

Eu VI...

Costumo dizer , que nós evangélicos , temos quatro olhos: dois de carne e dois
do espirito. Também temos duas idades: biológica e idade espiritual é por isso que a Bíblia diz:
“Quando eu era menino , falava como menino , discorria como menino...” 1 Corintios 13:11.
O crescimento biológico requer alimentação para o desenvolvimento e é lento , todavia o crescimento espiritual também requer alimentação , através da leitura bíblica. O crescimento espiritual é rápido. Já vi irmãos , que logo que se converteram , foram para o Seminário e
hoje são Pastores consagrados como é o caso do Pastor Marcos Silva. Cuja historia vou contar no tópico “Ouvi”.
Infelizmente , existe uma idade espiritual muito difícil.
Quando nascemos de novo, começamos a crescer . O nosso nascimento biológico
é um nascimento horizontal, terreno, mas o nosso nascimento espiritual é vertical, vêm do alto,
por isso o crescimento tem que ser para cima, para o alto onde “Não há sombra de variação.”
Tiago 1:17. Todavia , existe uma idade espiritual, chamada (adolescência) ,que é muito difícil.
Podiamos falar sobre o mundo, mas não temos argumentos ,porque eles só tem o nascimento biológico, portanto só tem os olhos de carne.
Mas podemos falar dos que tiveram o novo nascimento, e portanto tem os quatro
olhos. O evangélico é bom , mas quando teima em ficar na adolescência , fica um caso sério.
Oh idade terrível. É teimoso, reclama de tudo, não quer trabalhar na obra e não quer que ninguém
faça , quando tem um problema pra resolver na congregação é o primeiro a chegar, Confusão é
com ele mesmo. Quer trazer as coisas do mundo para dentro das igrejas. Isto me lembra um irmão que queria pregar o evangelho. Novo na fé , biguem lhe dava oportunidade para pregar
no púlpito. Um dia , ele estava passando em um lugar deserto, e Deus mandou pregar. Ele ficou
chateado, porque só tinha arvores , mas obedeceu e começou a falar sobre Jesus. Quando terminou , a voz interior mandou fazer fazer o apelo, ai ele pensou : “Estou ficando doido” mas fez a pergunta.
Quem quer aceitar Jesus como salvador?
Alguém que estava em cima de uma arvore respondeu: Eu aceito.
Eu vi muitos problemas , por causa dessa idade. Certa ocasião deram oportunidade a um novo
convertido e ele falou “Irmãos , lá no céu tem o galpão dos Batista, o galpão da Assembleia”
Isso é a infantilidade espiritual.
Eu, também fiquei bestinha , quando me converti . Passei por todas as fases mas
não dei trabalho . O meu problema era que acreditava em tudo que via.


...e OUVI

Conheço o Pastor Marcos Silva , a vinte e quatro anos. Nâo posso contar tudo que ouvi
mas esse fato é muito interessante. Certo dia , ele me visitou e começamos a falar sobre o Batismo com o Espirito Santo . Começamos a comentar sobre a Igreja tradicional , que não crê no Batismo. O livro de Atos 2:1-8 Narra todo o cumprimento da promessa. E comecei a
perguntar o porque de alguns serem batizados e outros não conseguirem essa benção. Então ele
me contou o que aconteceu com uma das suas ovelhas. Existia uma irmã muito dedicada a
obra e que queria ser batizada com o Espirito Santo. Após vária tentavas, ela se dirigiu a ele para
pedir orientação. Contou ela o seguinte:
Pastor! Eu não sei mais o que fazer para conseguir o batismo, tenho orado pela madrugada, jejuado vou a circulo de oração , vigílias, tenho procurado obedecer , mas não tenho conseguido. O que é que eu faço?
Pastor Marcos disse que ela orasse e perguntasse a Deus o que estava acontecendo e explicou que tem duas coisas importantes : primeiro é o tempo de Deus ou em caso contrário
alguma coisa está impedindo.

Ela seguiu o conselho e dias depois ela lembrou-se de um fato que acontecera a muito tempo. Ela tinha um quintal e para ornamentar o terreno, ela plantou rosas , margaridas e um
bocado de plantas, mas quando ela saia que chegava em casa , estava tudo destruído, porque a
vizinha tinha uma galinha que pulava o muro e ia ciscar nas plantas dela. Um dia muito irada
ela pegou uma pá , e deu uma pancada na ave que matou. Olhou em redor e não viu ninguém.
Cavou um buraco e enterrou a coitada da galinha.

Quando lembrou disso , foi a Igreja e contou ao Pastor e perguntou o que devia fazer. O
pastor a orientou a ir pedir perdão a vizinha, e no caso comprar outra galinha para pagar a mulher. O Pastor me confidenciou brincando “ Irmã , ela infligiu dois itens do código penal
assassinato e ocultação de cadáver” e ainda pensou que Deus não tinha visto.
Ela foi falar com a vizinha , e meio sem jeito , contou a senhora o ocorrido.

Aquela mulher ficou muito assustada e respondeu:
“Eu estou espantada. Não precisa pagar nada , só quero lhe dizer uma coisa: eu desconfiei
de todas as pessoas que mora nesta rua menos da senhora!”
Essa doeu na mente e no coração. E dias depois ela alcançou a benção .
Quero concluir dizendo que já vi e ouvi muita história. A irmã tentou pagar a seu modo a dívida que contraíra no plano espiritual e pagou o preço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário